Autores Locais

MANUEL DO CARVALHAL

Pseudónimo literário de Manuel Pires Dias dos Reis, nasceu em Espinhel, Águeda, em 1940.

Licenciou-se em Filosofia pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, tendo o Curso de Ciências Pedagógicas da mesma Faculdade. Foi Diretor das Escolas Preparatórias de Albergaria-a-Velha e Lordelo-Douro, membro da equipa de História e Estudos Sociais da Telescola, bem como Professor e Orientador Pedagógico do Ensino Oficial e Particular onde lecionou as disciplinas de História de Portugal, Filosofia, Psicologia, Pedagogia e Introdução à Política.

OBRAS PUBLICADAS

“Vivências caladas”

“Maldição”

“A nuvem dos pica-paus”

“Sobe balão, sobe”

“A campainha dourada”

“Árvore de melros”


Investigação

A identidade de Águeda passa necessariamente pelas obras dos seus naturais, dos que aí nasceram ou nela vivem, dos que, mesmo sendo de fora, se interessam pelos assuntos aguedenses, os analisam, estudam, sobre eles escrevem e editam. Essas produções, sob a forma de livros e outros documentos, ajudam a desenhar a matriz identitária do nosso concelho. Conhecer uma dessas coisas é conhecer a outra.

E por essa razão perguntamos: quantos são os autores e os livros de/sobre Águeda?

O desejo de encontrar resposta para esta dúvida/curiosidade levou um grupo de estágio da Esmc, há 15 anos, a iniciar a investigação — por bibliotecas públicas e privadas, nacionais e estrangeiras, por instituições locais e muitas entrevistas, de resultados bem surpreendentes e profícuos…
Eleutério Santos

VER/BAIXAR PDF - O Livro de Águeda (Eleutério Santos)