Autores Locais

ELMANO DA CUNHA

Natural de Águeda, onde nasceu a 31 de Maio de 1838, Augusto Carlos Elmano da Cunha formou-se em Direito pela Universidade de Coimbra e advogou em Lisboa.

Foi um dos integrantes da “Questão Coimbrã”, tendo alinhado ao lado de Alexandre Herculano, Antero de Quental e Teófilo Braga, entre outros, contra António Feliciano de Castilho, sem que, no entanto, tivesse deixado de atribuir e reconhecer o devido mérito ao trabalho do que foi conhecido como “o poeta cego”.

Poeta reconhecido deixou publicados folhetins no “Comércio de Coimbra”, em 1864, e diversos trabalhos nos jornais “Campeão”, “Jornal do Norte” e “Tira-Teimas”.

OBRAS PUBLICADAS

“A filha do deserto”

“Carta em resposta a outra, bom senso e bom gosto” 


Investigação

A identidade de Águeda passa necessariamente pelas obras dos seus naturais, dos que aí nasceram ou nela vivem, dos que, mesmo sendo de fora, se interessam pelos assuntos aguedenses, os analisam, estudam, sobre eles escrevem e editam. Essas produções, sob a forma de livros e outros documentos, ajudam a desenhar a matriz identitária do nosso concelho. Conhecer uma dessas coisas é conhecer a outra.

E por essa razão perguntamos: quantos são os autores e os livros de/sobre Águeda?

O desejo de encontrar resposta para esta dúvida/curiosidade levou um grupo de estágio da Esmc, há 15 anos, a iniciar a investigação — por bibliotecas públicas e privadas, nacionais e estrangeiras, por instituições locais e muitas entrevistas, de resultados bem surpreendentes e profícuos…
Eleutério Santos

VER/BAIXAR PDF - O Livro de Águeda (Eleutério Santos)