Autores Locais

ÁUREO DE FIGUEIREDO

Nasceu a 13 de agosto de 1914 e faleceu em 1982, em Fermentelos. Ordenou-se padre em 1940, tendo desempenhado a função de reitor da paróquia de Soza, concelho de Vagos, de 1942 a 1956. Em1958 vai para Moçambique, onde permanece até 1961. Durante a estadia na antiga colónia, lança o livro "Feira da ladra", obra prefaciado pelo Bispo de Quelimane. De regresso a Portugal, resolve aposentar-se sem qualquer vencimento. Foi opositor ao regime de Salazar, oposição essa documentada, entre outros, através de correspondência enviada a José da Felicidade Alves, padre banido da igreja católica, por críticas ao Cardeal Cerejeira e às estruturas eclesiásticas.

OBRAS PUBLICADAS

"Feira da Ladra”

"D. Henrique, o navegador: ao serviço de Deus e de Portugal"

"É preciso cultivar a vontade"

"Pedras pequeninas"


Investigação

A identidade de Águeda passa necessariamente pelas obras dos seus naturais, dos que aí nasceram ou nela vivem, dos que, mesmo sendo de fora, se interessam pelos assuntos aguedenses, os analisam, estudam, sobre eles escrevem e editam. Essas produções, sob a forma de livros e outros documentos, ajudam a desenhar a matriz identitária do nosso concelho. Conhecer uma dessas coisas é conhecer a outra.

E por essa razão perguntamos: quantos são os autores e os livros de/sobre Águeda?

O desejo de encontrar resposta para esta dúvida/curiosidade levou um grupo de estágio da Esmc, há 15 anos, a iniciar a investigação — por bibliotecas públicas e privadas, nacionais e estrangeiras, por instituições locais e muitas entrevistas, de resultados bem surpreendentes e profícuos…
Eleutério Santos

VER/BAIXAR PDF - O Livro de Águeda (Eleutério Santos)