Autores Locais

ARMÉNIO GOMES DOS SANTOS

Nasceu em Arrancada do Vouga a 9 de fevereiro de 1900 e ali faleceu a 30 de Abril de 1971.

Concluiu o curso de Professor Primário na Escola Normal de Aveiro e foi professor primário nas Escolas de Castanheira do Vouga e Recardães antes de ser promovido a Sub-Inspector do Ensino Primário, função que exerceu nos Distritos de Setúbal, Castelo Branco, Braga e Porto. Promovido a Inspector Orientador do Ministério da Educação, fixou residência em Aveiro, Distrito onde desempenhou aquele cargo.

Poeta e pedagogo, foi colaborador da imprensa regional, em especial do jornal “Soberania do Povo”, tendo assinado sob o pseudónimo “Dorival”. Integrou a “Plêiade Bairradina” e participou em inúmeros colóquios, tendo dedicado grande parte do seu tempo à escrita e ao ensino.

É da sua autoria a peça de teatro de revista “Valongo à vista”, com que, em 1943, foi inaugurada a Casa do Povo de Valongo do Vouga.

OBRAS PUBLICADAS

“Prontuário Escolar”

“O último romântico”

“Da Educação e do Ensino”

“Ao redor do globalismo”

“Por bem da língua”

“Análise e crítica dos métodos de leitura global”.


Investigação

A identidade de Águeda passa necessariamente pelas obras dos seus naturais, dos que aí nasceram ou nela vivem, dos que, mesmo sendo de fora, se interessam pelos assuntos aguedenses, os analisam, estudam, sobre eles escrevem e editam. Essas produções, sob a forma de livros e outros documentos, ajudam a desenhar a matriz identitária do nosso concelho. Conhecer uma dessas coisas é conhecer a outra.

E por essa razão perguntamos: quantos são os autores e os livros de/sobre Águeda?

O desejo de encontrar resposta para esta dúvida/curiosidade levou um grupo de estágio da Esmc, há 15 anos, a iniciar a investigação — por bibliotecas públicas e privadas, nacionais e estrangeiras, por instituições locais e muitas entrevistas, de resultados bem surpreendentes e profícuos…
Eleutério Santos

VER/BAIXAR PDF - O Livro de Águeda (Eleutério Santos)