Autores Locais

AMARO NEVES

Amaro Ferreira Neves nasceu em Fermentelos, em 1942. Licenciou-se em Ciências Históricas e concluiu o curso superior de Ciências Pedagógicas, seguindo a carreira docente. Foi fundador da ADERAV - Associação de Defesa e Valorização do Património Natural e Cultural da Região de Aveiro, em 1979, de que foi presidente durante vários anos. Presidiu ao Conservatório de Música de Aveiro e Serviços Sociais da Universidade. Como membro fundador da FEDRAVE, presidiu ao ISCIA durante 10 anos. Foi provedor da Santa Casa da Misericórdia de Aveiro, dirigiu diversos órgãos da comunicação social (jornais e revistas) sobre história, património cultural e história da arte e tem diversos trabalhos publicados, nessa temática.

OBRAS PUBLICADAS

“Os Lemos da Trofa na história e na arte de Quinhentos"

“Orquestra Típica de Águeda - da fundação às bodas de prata"

“Misericórdia de Águeda - 150 anos de história"

“Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Aveiro - Bombeiros Velhos, 1882-2007"

“O Natal em Aveiro e sua região”

“A Arte Nova em Aveiro e seu distrito"

“Aveiro, história e arte"

“O Moliceiro e a Ria, realidade e fantasia"

“Pintura maneirista em Aveiro"

“O Senhor da Índia”

“Barristas Aveirenses”

“A Misericórdia de Aveiro nos séculos XVI e XVII"

“Azulejaria antiga em Aveiro - subsídios para o estudo da cerâmica"

“A Real Irmandade de Santa Joana e o seus inventários artísticos"

“Dois retábulos maneiristas na Sé de Aveiro"

“Aveiro, do Vouga ao Buçaco”

“Da Quinta da Moita a complexo social da Santa Casa da Misericórdia de Aveiro"

“A cidade dos ovos-moles”

“ADERAV - Associação de Defesa e Estudo do Património da Região de Aveiro - 1979/2004, 25 anos de serviços"

“Terras de Antuã, história e memórias do concelho de Estarreja"


Investigação

A identidade de Águeda passa necessariamente pelas obras dos seus naturais, dos que aí nasceram ou nela vivem, dos que, mesmo sendo de fora, se interessam pelos assuntos aguedenses, os analisam, estudam, sobre eles escrevem e editam. Essas produções, sob a forma de livros e outros documentos, ajudam a desenhar a matriz identitária do nosso concelho. Conhecer uma dessas coisas é conhecer a outra.

E por essa razão perguntamos: quantos são os autores e os livros de/sobre Águeda?

O desejo de encontrar resposta para esta dúvida/curiosidade levou um grupo de estágio da Esmc, há 15 anos, a iniciar a investigação — por bibliotecas públicas e privadas, nacionais e estrangeiras, por instituições locais e muitas entrevistas, de resultados bem surpreendentes e profícuos…

VER/BAIXAR PDF - O Livro de Águeda (Eleutério Santos)